Ministro Ten Brig Ar João Felippe Sampaio de Lacerda Júnior

302-sampaio

 

 

 

DADOS BIOGRÁFICOS

Nascimento – Em 28 de fevereiro de 1932, Rio de Janeiro - RJ.

Filiação – João Felippe Sampaio de Lacerda e Laura Loretti Sampaio de Lacerda.

Casado com Maria Regina Duboc Sampaio de Lacerda. Tem duas filhas.

Formação e atividades principais:
Ingressou na Escola de Aeronáutica, no Campo dos Afonsos em 1953. Foi declarado Aspirante-a-Oficial em dezembro de 1955, sendo designado para servir no 5º Grupo de Aviação em Natal - RN, onde concluiu o curso operacional em bombardeio B-25. Segundo-Tenente em julho de 1956. Transferido em 1957, para a Escola de Aeronáutica onde foi designado instrutor de vôo; Primeiro-Tenente em janeiro de 1959. Em 1960, integra o destacamento precursor para implantação da nova Academia da Força Aérea, em Pirassununga. Para lá é transferido, em 1961. Em 1963, após cooperar na formação de várias turmas de novos pilotos, é transferido para a Base Aérea do Galeão, onde vai ter a oportunidade de integrar o quadro de pilotos do Correio Aéreo Nacional; Capitão em abril de 1964, sendo designado Ajudante-de-Ordens do Maj Brig Dário Cavalcante de Azambuja, então Diretor de Ensino da Aeronáutica, sem prejuízo de seus vôos no Correio Aéreo; Major em março de 1969, transferido para o Departamento de Aviação Civil, onde desempenha funções administrativas e de Inspetor de Rotas, tendo a oportunidade de comandar modernas aeronaves de transporte. Foi piloto de Aeronave pela VARIG, em 1970, e de B737 pela VASP, em 1972; Tenente-Coronel em julho de 1973. Em 1975 é transferido para Brasília, com destino ao Comando-Geral do Ar. Em 1977 é designado para a subchefia da Aeronáutica do Gabinete Militar da Presidência da República, servindo, de perto, ao Governo do Presidente Ernesto Geisel. Vive na oportunidade, fabulosa experiência, pois é privilegiado espectador de uma passagem presidencial rica em exemplos de dignidade e austeridade, desenrolando-se, bem sucedida, a estratégia do máximo desenvolvimento com o mínimo, mas adequado, grau de segurança. Em 1979 é distingüido com missão no exterior, na Comissão Aeronáutica de Londres; Coronel em abril de 1980. Em final de 1980, de retorno ao Brasil vai prolongar sua experiência na área de ensino, desta vez como instrutor da escola da Aeronáutica, a ECEMAR. Em meados de 1982, assume o Comando da Base Aérea do Galeão, onde servira como Tenente, há 20 anos atrás. Era, então, responsável pelo apoio mais aproximado àqueles que operavam o Correio Aéreo Nacional em suas missões de integração e desenvolvimento do País. Em janeiro de 1984, é designado para a chefia do Estado-Maior do Comando de Transporte Aéreo; Brigadeiro-do-Ar em abril de 1985. Nesta época, recebe sua primeira Comissão, na 1ª subchefia do Estado-Maior da Aeronáutica. Em dezembro de 1987, assume o comando da Escola Preparatória de Cadetes do Ar, fundada por seus companheiros de turma - a turma Jack Fontenelle - há quase 40 anos passados; Major-Brigadeiro-do-Ar em março de 1990, vem comandar o VI COMAR, em Brasília, sendo responsável pela designação ministerial, para administrar problemas gerados pela limitação de recursos e pelas instabilidades provocadas na área central da política federal.
Em julho de 1992, é designado chefe da Secretaria de Economia e Finanças; Tenente-Brigadeiro-do-Ar em julho de 1993. Em dezembro de 1994, assume a direção do Departamento de Aviação Civil. Em 1996, assume a Chefia do Estado-Maior da Aeronáutica.

Participou das seguintes conferências internacionais:
Delegado da Comissão Brasileira na Conferência Divisional da Organização da Aviação Civil Internacional (Montreal-Canadá, 1970); Representante do Estado-Maior da Aeronáutica na Feira Internacional do Ar - FIDA/86 (Santiago-Chile, 1986); Representante do Ministério da Aeronáutica na XXVI Conferência de Chefes de Forças Aéreas Americanas (Homestead-USA, 1986); Representante do Ministério da Aeronáutica na Reunião Preparatória da XXVII Conferência dos Chefes de Forças Aéreas Americanas - CONFEMAER (Panamá-Panamá, 1986); Representante do Ministério da Aeronáutica no Acordo Intercâmbios/1988, com a Força Aérea Argentina (Buenos Aires-Argentina, 1987); Representante do Ministério da Aeronáutica na FIDAE/1994 (Santiago-Chile, 1987); Representante do Ministério da Aeronáutica na Semana Brasileira na Argentina (Buenos Aires-Argentina, 1995); Representante do Brasil na XXXI Assembléia Geral de ICAO (Montreal-Canadá, 1995); Representante do Brasil na Quinta Reunião de Atividades da Aviação Civil da Região Sul Americana (Cuzco-Peru, 1996); Chefe da Delegação Brasileira na Conferência Americana sobre Aviação Civil (Miami - Estados Unidos da América, 1996); Encontro, como Chefe do Estado-Maior da Aeronáutica, com o Chefe do Estado-Maior Geral da Força Aérea Argentina (Buenos Aires-Argentina, 1996); Encontro, como Chefe do Estado-Maior da Aeronáutica, com o Chefe do Estado-Maior da Força Aérea Chilena (Santiago-Chile, 1997); Chefe da Delegação Brasileira na XXXVII Conferência de Chefes de Forças Aéreas Americanas - CONJEFAMER e I Conferência Global de Chefes de Forças Aéreas - GACC (Las Vegas-USA, 1997).

Condecorações:
Medalha da Ordem do Mérito Judiciário Militar - Grã-Cruz;
Medalha da Ordem do Mérito Aeronáutico - Grã-Cruz;
Medalha da Ordem do Mérito das Forças Armadas - Grã-Cruz;
Medalha de Rio Branco - Grã-Cruz;
Medalha da Ordem do Mérito Naval - Grande Oficial;
Medalha da Ordem do Mérito Militar - Grande Oficial;
Grande Medalha da Inconfidência (Governo do Estado de Minas Gerais);
Medalha Alferes Tiradentes (Polícia Militar do Estado de Minas Gerais);
Medalha Santos Dumont - Ouro (Governo do Estado de Minas Gerais);
Medalha Alferes Joaquim José da Silva Xavier (Governo do Distrito Federal);
Medalha da Ordem do Mérito de Brasília - Grande Oficial (Governo do Distrito Federal);
Medalha do Pacificador (Ministério do Exército);
Medalha do Mérito Tamandaré (Ministério da Marinha);
Medalha do Mérito Santos Dumont (Ministério da Aeronáutica);
Medalha Militar de Ouro com Passador de Platina;
Medalha Marechal Mascarenhas de Morais (Associação dos Ex-Combatentes do Brasil);
Medalha da Vitória (Associação dos Ex-Combatentes do Brasil);
Ordem do Mérito Ministério Público Militar - Alta Distinção;
Medalha da Ordem do Mérito Aeronáutico da Força Aérea Boliviana - Grã-Cruz;
Medalha Aguila Azteca - Comendador (República do México).

Atividades no STM:
Nomeado Ministro do Superior Tribunal Militar, por decreto de 08 de julho de 1997, publicado no Diário Oficial, Seção 2, do dia 09 subseqüente; tomou posse em 23 de julho do mesmo ano.

Comissões:
Regimento Interno - Suplente, 1998/1999 e Membro, 2000/2002; Comissão Especial para o Projeto de Emenda Constitucional de Reforma do Poder Judiciário - Membro, 1998; Direito Penal Militar - Membro, 1999/2000; Conselho de Administração - Membro, 2001/2002; Conselho Deliberativo do Plano de Saúde da Justiça Militar da União - Membro, 2001/2002.

Discursos proferidos:
Posse em 23 de julho de 1997; Dia da Bandeira - 1997; Dia da Artilharia - 1999; Dia da Marinha - 2000; Saudação de despedida ao Ministro Ten.-Brig.-do-Ar Carlos de Almeida Baptista e posse na presidência do STM do Ministro Ten.-Brig.-do-Ar Sérgio Xavier Ferolla; Posse no cargo de Ministro do STM do Ten.-Brig.-do-Ar Marcus Herndl.

Aposentado por implemento de idade, conforme decreto de 28 de fevereiro de 2002, publicado no Diário Oficial, Seção 2, de 1º de março do mesmo ano.


REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

SUPERIOR TRIBUNAL MILITAR. Diretoria de Documentação e Divulgação (Org.).  Coletânea de Informações: João Felippe Sampaio de Lacerda Junior. Brasília: DIDOC, Museu, 2007.

Última modificação em Segunda, 09 Março 2015 14:14
Mais nesta categoria